Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


retrato do artista enquanto... velho

por vítor, em 02.08.11

 

O artista a preprar-se para lançar o seu último livro "passagem através do fogo" no chão sagrado do Chalé de Bela Mandil, em Olhão. Convite irrecusável do anfitrião, José Bivar, que recebe os artistas como ninguém.

O bonito foi quando, esta espécie de artista, sacando da provocação nº 37,  alvitrou que a arte não serve para inquietar ou contaminar ninguém. A plateia, quase toda a diminuta plateia, formatada pela corrente redutora dos meios artísticos, fermeu de indignação e malhou no que tem como lema "nunca incomodar"...

Bem, esteve o poeta Rui Dias Simão que não incomodou ninguém. O lançador, contrariando o seu lema, acabou por incomodar. Vá lá que não sacou da provocação 24: "estou um bocadinho farto de artistas, só a obra pode valer a pena"...

Estão de parabéns o Zé e a Joana que tornaram o Chalé no maior centro cultural de Portugal. Este verão, então, tem sido de arrasar. Cada noite é uma noite. O mundo todo a girar à volta deste local de onde se ergue a poeira dos tempos e respira a leveza do futuro.

É pena; às vezes, convidarem artistas tão fraquinhos...

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:12

passagem através do fogo

por vítor, em 06.07.11

 

Após um longo período de gestação, hoje, foi parido este...

 

Como sempre, uma produção edições CATIVA

 

Estas escrituras são a ganga daquilo que me propus escrever quando comecei o blogue Quinta Cativa. O que não encaixa numa escrita que pode ser considerada uma tentativa de produção literária. No entanto, encontro, no que a seguir virá, às vezes, uma força que não poderia deixar à deriva num blogue perdido no mundo cibernético. Por isso resolvi “editar” o que, em princípio, não seria para editar.

Estas reflexões e desabafos foram sendo postados ao longo dos anos de acordo com acontecimentos reais que foram ocorrendo e com estados de alma, muitas vezes, datados ou formatados pelo tempo que passa. Quase sempre acompanhados de imagens ou música, que os completavam, não encontramos neles um fio condutor e, as mais das vezes, falta-nos a coisa que o despoletou. Desta forma, a sua leitura pode tornar-se confusa e pouco compreensível.

O livro está dividido em quatro grandes capítulos para poder obstar a estes inconvenientes estruturais e hermenêuticos:

A – Política: guerra e sociedade.

B – Antropologias e outras artes.

C – O caminho da morte.

D – Cenas campestres.

E – Futebóis e outro jogos.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:08


Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Posts mais comentados


Arquivo

  1. 2023
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2022
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2021
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2020
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2019
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2018
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2017
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2016
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2015
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2014
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2013
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2012
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2011
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2010
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2009
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D
  196. 2008
  197. J
  198. F
  199. M
  200. A
  201. M
  202. J
  203. J
  204. A
  205. S
  206. O
  207. N
  208. D
  209. 2007
  210. J
  211. F
  212. M
  213. A
  214. M
  215. J
  216. J
  217. A
  218. S
  219. O
  220. N
  221. D
  222. 2006
  223. J
  224. F
  225. M
  226. A
  227. M
  228. J
  229. J
  230. A
  231. S
  232. O
  233. N
  234. D