nunca incomodar... quanto mais sei mais sei que menos sei

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.votação

Pode Portugal sair da crise sem a ajuda da Troika?
Sim
Não
= ver resultados =

.Abril 2016

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.PRÉMIO CATIVA

07/2007 - Jorge Palma 08/2008 - Ricardo Araújo Pereira 09/2009 - José Bivar 10/2010 - Ana Drago 11/11/2011 - The Legendary Tiger Man 12/12/12 - Ricardo Araújo Pereira 26/12/13 - Rui Costa VII

.tradutor

.links

.subscrever feeds

blogs SAPO

.posts recentes

. Palermices à beira duma p...

. anos sessenta...

. sem ti sou nada

. última dissolvência

. 7 contos ilustrados

. o passado está ao dobrar...

. o canto suave das aves ne...

. a alma do outro

. depois da chuva...

. Cicatrices

.4 águas/cativa editoras

5 euros (livro) + 2.5 (portes) = 7.5 euros vgcardeira@sapo.pt

.partículas

.horas amargas

.marcadores

. 25 de abril

. 4 águas

. actualidade

. adão contreiras

. adolescência

. aldeia

. alfarroba

. algarve

. ambiente

. américa

. amigo

. amigos

. amizade

. amor

. animais

. ano novo

. anselm kiefer

. antropologia

. arte

. bailados na penumbra

. beatles

. benfica

. blogue

. bob dylan

. cabanas

. cacela

. cacela velha

. canalsonora

. capitalismo

. cativa

. cidade

. cinema

. conceição

. contos

. corpo

. crime

. cultura

. democracia

. deus

. edições cativa

. educação

. eleições

. escritores

. eternidade

. faro

. felicidade

. fernando esteves pinto

. fernando gil cardeira

. filosofia

. fracturas intermédias

. futebol

. glorioso

. história

. homem

. humor

. jornais

. liberdade

. lisboa

. literatura

. livro

. livros

. loucura

. mãe

. memórias escritas

. mentira

. morte

. mulher

. música

. noite

. olhão

. partículas

. pensamento

. pintura

. poema

. poesia

. poeta

. política

. portugal

. praia

. prémio cativa

. relatividade

. restolho

. ria formosa

. romance

. rui dias simão

. sexo

. sociologia

. solidão

. substâncias

. tavira

. teatro

. televisão

. transeuntes

. transeuntes again

. turismo

. últimos

. verão

. viagem

. vida

. vítor gil cardeira

. todas as tags

.vendo


My blog is worth $5,645.40.
How much is your blog worth?

.arquivos

. Abril 2016

. Março 2016

. Janeiro 2016

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Agosto 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

Quinta-feira, 1 de Fevereiro de 2007

A César o que é de César

Eu, que votei "sim" no último referendo, que vou votar "sim" neste e que irei votar "sim" em qualquer outro futuro hipotético referendo sobre o assunto, venho à praça para defender o Sr. João César das Neves. O homem não está senão a ser coerente: se o embrião é uma vida humana ( um homem), e portanto inviolável, tanto se dá que tenha resultado de uma violação, tenha uma deficiência grave ou ponha em risco a vida da mãe. Ou seja rejeita a lei actual. Penso que é a melhor forma de defender a "vida humana" para quem defende o "não" neste referendo. Os outros, que defendem a lei vigente e, simultaneamente , o "não", estão a ser hipócritas. Senão vejamos: depois do nascimento todos concordamos que estamos perante uma vida humana. Alguém aceitaria que uma criança pudesse ser morta se a mãe descobrisse que o filho tinha sido fruto de (hipótese remota e apenas académica que poderia ter resultado de uma situação de hipnose, embriaguez extrema ou experiência alucinogénica ) uma violação? Alguém aceitaria que se eliminasse um bebé depois de se ter verificado que tinha nascido com uma deficiência grave? Permito-me responder por todos: não! Como vêem o Sr. Neves é que  é coerente.

Quanto à penalização severa das mulheres que abortam fora da lei, defendida pelo mesmo individuo, também penso que o Sr. está a ser coerente. Ouvi, estupefacto, o Prof. Marcelo e a beata Matilde Franco ( deixem a mulher falar que o "sim" vai disparar nas intenções de voto) defenderem que não querem a punição das mulheres que interrompem a gravidez em qualquer momento dessa gravidez. Uma semana ou  oito meses, nenhuma punição. Um "homicídio" (é o que tem se se chamar àquilo que dizem ser um abate de "uma vida humana" com todos os direitos de um ser humano) sem pena. Fantástico! Ultrapassaram-me e não vos vi passar. Eu próprio, acérrimo defensor do "sim" neste referendo ( sim à despenalização, não ao aborto) considero que se uma mulher interromper uma  gravidez normal, de um feto saudável e sem perigo de vida para ninguém, aos oito meses e meio, um homicídio que tem de ser sujeito a pena em conformidade.

O Sr. César das Neves está na Idade Média ( aliás em companhia de Bins Ladens e outras recomendáveis figuras) e não tem medo de o proclamar aos ventos, porque terão os seus companheiros de campanha medo se  se assumir como medievais monges guerreiros?

marcadores:
publicado por vítor às 23:31
link do post | comentar | favorito
|