nunca incomodar... quanto mais sei mais sei que menos sei

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.votação

Pode Portugal sair da crise sem a ajuda da Troika?
Sim
Não
= ver resultados =

.Abril 2016

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.PRÉMIO CATIVA

07/2007 - Jorge Palma 08/2008 - Ricardo Araújo Pereira 09/2009 - José Bivar 10/2010 - Ana Drago 11/11/2011 - The Legendary Tiger Man 12/12/12 - Ricardo Araújo Pereira 26/12/13 - Rui Costa VII

.tradutor

.links

.subscrever feeds

blogs SAPO

.posts recentes

. Palermices à beira duma p...

. anos sessenta...

. sem ti sou nada

. última dissolvência

. 7 contos ilustrados

. o passado está ao dobrar...

. o canto suave das aves ne...

. a alma do outro

. depois da chuva...

. Cicatrices

.4 águas/cativa editoras

5 euros (livro) + 2.5 (portes) = 7.5 euros vgcardeira@sapo.pt

.partículas

.horas amargas

.marcadores

. 25 de abril

. 4 águas

. actualidade

. adão contreiras

. adolescência

. aldeia

. alfarroba

. algarve

. ambiente

. américa

. amigo

. amigos

. amizade

. amor

. animais

. ano novo

. anselm kiefer

. antropologia

. arte

. bailados na penumbra

. beatles

. benfica

. blogue

. bob dylan

. cabanas

. cacela

. cacela velha

. canalsonora

. capitalismo

. cativa

. cidade

. cinema

. conceição

. contos

. corpo

. crime

. cultura

. democracia

. deus

. edições cativa

. educação

. eleições

. escritores

. eternidade

. faro

. felicidade

. fernando esteves pinto

. fernando gil cardeira

. filosofia

. fracturas intermédias

. futebol

. glorioso

. história

. homem

. humor

. jornais

. liberdade

. lisboa

. literatura

. livro

. livros

. loucura

. mãe

. memórias escritas

. mentira

. morte

. mulher

. música

. noite

. olhão

. partículas

. pensamento

. pintura

. poema

. poesia

. poeta

. política

. portugal

. praia

. prémio cativa

. relatividade

. restolho

. ria formosa

. romance

. rui dias simão

. sexo

. sociologia

. solidão

. substâncias

. tavira

. teatro

. televisão

. transeuntes

. transeuntes again

. turismo

. últimos

. verão

. viagem

. vida

. vítor gil cardeira

. todas as tags

.vendo


My blog is worth $5,645.40.
How much is your blog worth?

.arquivos

. Abril 2016

. Março 2016

. Janeiro 2016

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Agosto 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

Quinta-feira, 31 de Maio de 2007

Paradoxo Vital

Todos os homens de Creta são mentirosos.

Assinado: Um homem de Creta.

publicado por vítor às 23:28
link do post | comentar | favorito
|
Quarta-feira, 30 de Maio de 2007

Olhar Exangue*

                             Um homem deixou cair uma moeda

                            do olhar para dentro da sopa.

                            A moeda era de ouro.

                            Parecia um sol.

 

                            O olhar do homem deixou de brilhar.

                            Bebeu apressadamente a sopa

                            mas engoliu a moeda.

                            Percebeu ter a sopa dentro do estômago

                            com a moeda lá dentro .

                           

                            Foi então buscar a pistola

                            e disparou contra a sopa.

                            Acertou na moeda e

viu o ouro transformar-se

num pequeno riacho vermelho.

 

 

Poema de Rui Dias Simão

*título meu

marcadores: , , ,
publicado por vítor às 22:57
link do post | comentar | favorito
|
Domingo, 27 de Maio de 2007

O Hiper Brother

Sobre o dia de João Silva, do Montijo leia o fantástico artigo de Pacheco Pereira  publicado no Público. Simplesmente esmagador!

 

E ainda se pode colher mais  informação, se se quiser completar o perfil do Sr. João, dos satélites, dos serviços de informação e da, ainda tão pouco conhecida, nanotecnologia.

publicado por vítor às 19:44
link do post | comentar | favorito
|
Sábado, 26 de Maio de 2007

George Bush e a Antropologia

Ainda em pleno conflito da 2ª Guerra Mundial, os serviços de informações militares encomendam a Ruth Benedict um estudo sobre a cultura japonesa e o Japão. O motivo é óbvio: os americanos preparavam-se para derrotar o Japão na guerra e para uma longa ocupação. Conhecer profundamente um povo  que ia ser ocupado, e do qual os americanos nada sabiam,  parecia-lhes evidente para obter sucesso, como a própria Ruth reconhece na primeira edição do livro que resultou da sua pesquisa, em 1946.

"O Crisântemo e a Espada" é um dos mais admiráveis livros que existem sobre o Japão e, curiosamente, foi escrito sem que a autora tenha ido ao Japão. Socorrendo-se somente de obras antropológicas, da literatura e do cinema e, fundamentalmente, apoiando-se na preciosa colaboração de nipo-americanos, Ruth Benedict , compôs um magnífico puzzle sobre os costumes, valores e mentalidade japonesa da época.

Diz-se que quando os generais americanos procuravam definir a primeira cidade a ser arrasada pela bomba atómica, teriam escolhido Quioto. Só que alguns deles tinham lido a obra de Ruth e tinham recuado a tempo. Seria como invadir a Arábia Saudita e bombardear Meca.

 

A  América de Roosevelt e de Truman era certamente diferente da de Bush , mas alguma humildade aquando da invasão do Iraque e algum conhecimento da história teriam sido uma  boa companhia nas horas de decidir. Certamente que continua a haver bons antropólogos na América. Mesmo qualquer estudante do último ano de Antropologia Cultural da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas, da Universidade Nova de Lisboa, teria sido uma boa escolha para evitar a Bush e aos americanos a delicada situação em que se encontram actualmente no Iraque.

publicado por vítor às 15:24
link do post | comentar | favorito
|

Greve Geral e greve à greve

"Só fiz greve uma vez na vida."

Carvalho da Silva,  na primeira página do "Expresso".

 

Em véspera de greve geral a 30 de Maio aí está uma forma habilidosa de incentivar os trabalhadores a aderir...

 

Já que estamos em maré de pedir desculpas a quem mete o pé na argola (literalmente a língua) porque não pedir a este "sindicalista dos sindicalistas" que o faça? É que eu, que já tantas vezes fiz greve, sinto-me gozado e ultrajado com estas declarações.

publicado por vítor às 15:16
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
|
Quinta-feira, 24 de Maio de 2007

Paulo Portas, Mário Lino e a Margem Sul

Que o governo apresenta no seu elenco alguns dos maiores comediantes e enterteiners do momento, era sabido. Que Manuel Pinho, Mário Lino, Maria de Lurdes Rodrigues e mesmo Mariano Gago (este mais na vertente cabalística e alquimista do humor negro) são grandes no stand-up comedy em qualquer parte do mundo, era sobejamente conhecido e admirado. E ainda bem. Sempre divertem o povo e aliviam as dores que nos impingem com as suas políticas.

 

Agora, a propósito do espectáculo memorável dado por Mário Lino na Ordem dos Economistas, não percebi porque apareceu Paulo Portas a dizer, sem a subtileza flamejante das metáforas lineanas , que era inadmissível o que o ministro disse sobre a margem sul ( e agora, tentando ultrapassar o Zé Povinho em populismo, o enigma encriptado  citado) " onde aliás é duro viver e duro trabalhar".  Mais duro viver e trabalhar em Almada do que em Lisboa??!! Mais duro na Costa da Caparica, em Setúbal? Em Palmela? Em Sesimbra? Em Azeitão? Em Pegões? Em?Em?Em?... Mais duro que onde? Sintra? Cascais? Galinheiras? Oeiras? Moscavide? Loures? confesso que não entendi bem. Estava o ex-ministro a dizer que na margem sul é o deserto em termos de qualidade de vida? Que as pessoas da margem sul são mais débeis  e que, portanto, têm mais dificuldade em viver e trabalhar? Que nestas paragens se vive uma situação de suburbanismo pior que as favelas brasileiras? Que na margem sul se vive uma situação de marginalidade terrífica?

 

Era bom que o PP esclarecesse estas questões levantadas pela sua afirmação. Ou então que pedisse desculpas aos normais cidadãos da Margem Sul, que trabalham como os outros e que revelam as dificuldades  na vida de toda a gente. E que gostam de viver e trabalhar nas suas terras.

publicado por vítor às 22:25
link do post | comentar | favorito
|

Chove em Maio de camones tropicais

Chove de mansinho e a fresquidão ocupou os campos. Adoro este tempo suave convidando a mente a deambular pelos labirintos da metafísica.

 

Pela janela vejo passar aviões low-cost carregados de camones de bermudas e camisas havaianas,  preparados par desembarcar num paraíso tropical...

publicado por vítor às 10:50
link do post | comentar | favorito
|
Quarta-feira, 23 de Maio de 2007

Vila Real o marquês

Hoje andei a passear pela magnífica zona pombalina de Vila Real de Santo António. Verifiquei que o edifício da Câmara está a ser demolido (pareceu-me que parte da fachada vai ser poupada)  lamento, no entanto, não estar à vista nenhuma informação sobre o novo edifício a construir. Espero que esteja à altura da grandeza da praça. O anterior, obra que substituiu o fecho original da praça a levante, levado por um incêndio, não era manifestamente digno do magnífico conjunto.

 

Mais uma vez não pude deixar de apreciar o precioso obelisco central.

 

Já agora, e porque se trata de um documento histórico único e valioso, deixo-vos com o que está registado no belo obelisco que se ergue na Praça Marquês de Pombal e que constitui um auto elogio eloquente do promotor da obra.

 

A el Rei, D. José

Augusto, Invicto, Pio

Restaurador

das Armas, das Letras,

do Commercio , da Agricultura,

Reparador

da Glória, e felicidade publica,

Clementissimo pai dos seus Vassalos,

Protector da innocencia ,

vingador supremo da Opressão,

Conservador da Paz Publica

e Inimigo da Discordia ,

O commercio das pescarias

d`esta Villa Real de Santo António,

Levantada em cinco mezes pelas

suas Reaes providencias e Decretos,

que com todo o zelo executou

O Marquês de Pombal,

da inundação do Oceano, em que

Seculos antes estava submergida,

Erigiu este obelisco

para perpetuo padrão do seu

Humilde e Immortal Reconhecimento

Anno de 1755.

publicado por vítor às 22:42
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
|
Domingo, 20 de Maio de 2007

Os Três Estarolas

Hoje decide-se o campeão. O menos mau de um triste e arrastado torneio. Como em alguns prémios literários e de arquitectura , onde não se atribui o galardão a ninguém quando a qualidade escasseia, não deveria ser atribuído o título de campeão da liga de 2006/2007.

 

Ainda assim, confesso, com discrição, que o Sporting ( raio de grupo desportivo que nem nome português -  nem decente -  tem)  foi a menos má das três candidatas ao sorteio. Sobretudo pela aposta inteligente de investir nos seus jovens e não, como O Meu clube, em velhadas em fim de carreira.

 

Ainda no outro dia subi à capital para ver, no Estádio da Luz, O Glorioso e, espectáculo, espectáculo, só vi o da nossa águia. Mesmo assim com alguns ressentimentos ecológicos...

Deu dó ver aqueles jogadores a arrastarem-se pelo terreiro verde e fresco tendo como opositor o dócil Naval que tudo fez para relevar a equipa da casa.

 

É claro que sei que o título vai ser entregue a um dos três e por isso cá estarei para torcer pelO que está em terceiro. Mas desde já vos garanto: não irei para a rua gritar  nem caravanear . Recolher-me-ei esperando que uma grande vassourada leve para a próxima temporada quem não merece estar ao serviço dO Grande.

marcadores: ,
publicado por vítor às 01:00
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
|
Quarta-feira, 16 de Maio de 2007

Inimigo do meu inimigo maior, meu amigo é (do "grande orientalista" Mao).

Porque será que os blogues de direita andam tão atarefados a arranjar assinaturas para a candidatura à Câmara de Lisboa da arq. Helena Roseta? 

marcadores: ,
publicado por vítor às 23:49
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|